Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Faz hoje quatro anos, filho, que começamos uma nova vida... a dois.

Foi um novo começo para mim, mas sei que o foi também para ti, e não foi fácil...

Crescemos muito, juntos e fisicamente separados, nestes quatro anos e tal como me disseste um dia: "Sabes mamã, a vossa separação foi muito importante para mim, porque me fez dar mais valor à vida" - não imaginam o que senti quando ouvi o meu filho, então com 9 anos, dizer-me isto...

Pois é filho, a vida ensinou-me muito mas tu não me tens ensinado menos e de ti recebo grandes lições de amor, compreensão, aceitação e amizade. Partilhamos tudo e é isto que nos faz crescer, tu e eu. Ouvimos o outro sempre com muita atenção e entendemos perfeitamente o que cada um de nós pensa e sente, nas mais diversas situações. Apoiamo-nos, compreendemo-nos e a crítica, quando existe, é construtiva. Aceitamos no outro e em nós mesmos que não somos perfeitos - somos humanos -, mas valorizamos tudo e respeitamos, que é o mais importante.

Dou por mim a ter conversas contigo que não tenho com a maioria dos adultos que me rodeiam e sinto que me entendes melhor do que ninguém.

Entre nós não há orgulho, é palavra e emoção proibida, nem há lugar a zangas muito menos a ressentimentos. Tudo é falado, "discutido" e tratado no momento, para que não fique nada por dizer, nada por fazer. Nunca, jamais, deixamos de dialogar e por pior que seja a desavença, falamos, falamos e falamos até que deixe de existir.

Das coisas mais importantes que tento passar para ti é que temos que amar e respeitar os outros tal como são e não como gostaríamos que fossem. Temos e devemos reconhecer as qualidades, realçando-as, mas também é importante reconhecermos e aceitarmos os defeitos e as falhas - nossas e dos outros - continuando a amar, mas sem fantasias. Sempre que fantasiamos algo ou alguém, mais cedo ou mais tarde, somos deparados com a realidade e nesse momento somos obrigados a fazer o luto do conto de fadas que existiu, como todos os outros - apenas na nossa imaginação.

Exponho, a ti, as minhas fragilidades para que percebas que todos as temos, é normal, e não é por isso que somos menos, melhores ou piores do que os outros. O que importa é sermos nós mesmos e amarmo-nos incondicionalmente, em primeiro lugar e acima de tudo, com humildade.

É este o caminho que temos feito, lado a lado e, com altos e baixos, como acontece com todos, as coisas têm corrido bem e somos os dois assumidamente felizes.

Assim vivemos, assim aprendemos e crescemos, assim somos felizes todos os dias da nossa vida, apesar das dificuldades e contrariedades!

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Imagem de perfil

De A Desconhecida a 06.02.2017 às 13:42

Que lindoooo texto!! Parabéns ao filhote, e à mãe também!! :))
Imagem de perfil

De renasceraos40 a 06.02.2017 às 14:35

Obrigada, obrigada, obrigada!
É esta a nossa tarefa!!!
Sem imagem de perfil

De Margarida Alegria a 06.02.2017 às 16:00

Texto belíssimo. É assim mesmo! E...o teu filho é top, de facto! :-)
Imagem de perfil

De renasceraos40 a 06.02.2017 às 16:07

Obrigada!
Eu sou muito suspeita para falar dele - sou mãe - mas também acho!!!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ